Biografia

 

ANOS 80 | ANOS 90 | ANOS 2000

COLIN HAY

Nascido Colin James Hay em 29 de junho de 1953, na cidade de Saltcoats, Escócia. Aos 14 anos, Hay mudou-se com a família para Melbourne, Austrália. Nesta época ele já tocava violão e cantava.

Anos 80 Top

Hay conheceu o guitarrista Ron Strykert em 1978. Começaram a tocar e compor juntos as canções que serviram de base para a banda que formaram, o MEN AT WORK.

MEN AT WORK tinha Hay como vocalista e guitarrista, Strykert na guitarra, Jerry Speiser na bateria, John Rees no baixo e o multi-instrumentista Greg Ham nos teclados, sax, gaita e flauta, entre outros.

Em 1980 eles tocavam em hotéis e pequenas casas em Melbourne quando gravaram e lançaram o single independente, “Keypunch Operator“, que tinha em seu lado B uma versão anterior do sucesso “Down Under“.

Pouco tempo depois foram contratados pela CBS Records, pelo produtor Peter McIan, para gravarem seu primeiro álbum. “Business as Usual” foi lançado no final de 1981 na Austrália, e no ano seguinte na América, liderando as paradas por 16 semanas consecutivas, somente retirado por “Thriller” do Michael Jackson . O álbum recebeu disco de multi-platina, e sua vendagem excedeu 10 milhões de cópias.

O primeiro single do álbum de estréia foi “Who Can It Be Now?“, que alcançou primeiro lugar assim como o seguinte, “Down Under“. O terceiro single lançado foi “Be Good Johnny“, que alcançou terceiro lugar nas paradas americanas. MEN AT WORK fez shows pelos Estados Unidos, para promover seu disco, abrindo para a banda Fleetwood Mac.

Durante 1982 a banda retorna ao estúdio para gravar seu segundo álbum, “Cargo“, lançado em 1983 na América, também liderando as paradas. A banda recebeu então o Grammy como Melhor Artista Revelação. O singles mais importantes de “Cargo” foram “Overkill“, “It’s a Mistake” e “Dr. Heckyll & Mr. Jive”.

O lançamento do segundo álbum foi acompanhado por uma turnê mundial que incluiu uma apresentação no US Music Festival ’83, no mesmo palco de bandas como The Clash e Stray Cats. O show foi transmitido ao vivo para o mundo inteiro. Um dos shows da turnê, na cidade de Berkeley, Califórnia, foi filmado e lançado em 1984 como “Live in San Francisco… or Was It Berkeley?“.

A banda fez um pausa em 1984 e os integrantes Jerry Speiser e John Rees saíram. No final deste ano os demais integrantes (Hay, Strykert e Ham), juntaram-se a músicos de estúdio para a gravação do terceiro álbum do MEN AT WORK, “Two Hearts“, lançado em 1985. Eles não contavam mais com McIan como produtor, mas ainda estavam sob o selo da CBS. O álbum ficou entre os 50 melhores, recebeu disco de ouro, e dos vários singles lançado somente “Everything I Need” teve alguma importância, figurando entre os 30 melhores.

Ron Strykert deixou a banda durante a gravação do álbum. Colin Hay, Greg Ham e os outros músicos partiram para uma turnê de divulgação pela Ásia.

Ainda pela CBS/Columbia, Hay lançou sob a alcunha de Colin James Hay o álbum “Looking for Jack“, em 1987, produzido por Robin Miller. O single “Hold Me” entrou no Top 40.

Nesta época , Hay atuou em alguns filmes australianos como “Wills & Burke” (com Nicole Kidman) e “Georgia” (com Judy Davis).

Hay uniu-se aos músicos Paul Gadsby, Gerry Hale e Robert Dillon para formar a Colin Hay Band em 1988, com uma sonoridade mais acústica-céltica. Hay muda-se para Los Angeles.

Anos 90 Top

A Colin Hay Band lançou seu álbum em 1990, “Wayfaring Sons“, pelo selo MCA Records. Dos singles lançados, “Into My Life” foi o único que obteve algum sucesso, sendo um grande hit no Brasil, o que levou Colin Hay a se apresentar em 1991 no Rock in Rio II, no Rio de Janeiro, para um público de 150.000 pessoas, na mesma noite de Prince e Joe Cocker.

Hay gravou em 1992 um álbum inteiramente acústico chamado “Peaks & Valleys“, lançado através de um pequeno selo independente chamado Trafalgar Records, que faliu poucos anos depois. O álbum contém a participação de sua irmã, Carol Hay, nos vocais. Exceto pela faixa “Dream On” (lançada anteriormente no álbum “Wayfaring Sons“), o álbum era composto somente de músicas inéditas.

Em 1994 Men at Work foi indicado ao Hall da Fama da ARIA (Indústria Fonográfica Australiana).

No final deste ano, Hay lançou seu próprio selo musical, “Lazy Eye Records“, e através dele o seu quarto álbum solo, “Topanga“. Novamente com uma banda, contando com a participação de músicos de toda sua carreira como Paul Gadsby e Robert Dillon da Colin Hay Band, sua irmã Carol Hay, o baterista Chad Fischer do Lazlo Bane e até mesmo Greg Ham do MEN AT WORK. Neste álbum, Hay gravou novas versões para “Can’t Take This Town” e “Into The Cornfields” (lançadas em versão acústica no anterior “Peaks & Valleys“), e também apresentou “Waiting for My Real Life to Begin” e “I Haven’t Seen You In a Long Time“.

Depois de vários pedidos de empresários brasileiros, Hay e Ham uniram-se a outros músicos para tocar, com o nome MEN AT WORK, em 1996. A turnê, inicialmente, foi na América do Sul. Um destes shows foi gravado e resultou no lançamento do álbum ao vivo “Brazil ’96”, lançado no Brasil em 1997. A versão definitiva do álbum chamou-se apenas “Brazil“, e foi lançada mundialmente com uma nova faixa: “The Longest Night” em versão estúdio. Esta música, composta por Greg Ham, fazia parte do repertório da banda nos anos 80.

Nos anos 90 , Hay atuou em filmes como “Heaven’s Burning” (com Russel Crowe), “Cosi” de Mark Joffe e “The Craíc” (com o comediante irlandês Jimeoin).

Hay participou da versão de “Overkill” feita pela banda Lazlo Bane em 1997.

Mesmo com o “retorno” do MEN AT WORK, Hay manteve sua carreira solo e lançou em 1998 seu quinto álbum, “Transcendental Highway“, indicado para um prêmio ARIA, misturando momentos elétricos e acústicos. Ele também relançou seu álbum “Peaks & Valleys“, através de seu selo.

Nesta época Hay conheceu a cantora peruana Cecilia Noël, começaram a namorar, compor e cantar juntos. A balada bossa nova “Misty Bay“, composta e cantada por eles foi lançada em 1999 no site da cantora.

Anos 2000 Top

Hay lança seu sexto álbum, “Going Somewhere“, em 2000, no formato acústico como “Peaks & Valleys” de 1992.

Também em 2000 , Hay e Ham tocaram uma nova versão de “Down Under” na Cerimônia de Encerramento das Olimpíadas de Sidney. A audiência estimada do evento foi de 3 bilhões de pessoas ao redor do mundo.

Em 2002, Hay lançou seu sétimo álbum, “Company of Strangers“, novamente no formato de banda. O álbum trazia novas músicas e versões para algumas lançadas em álbuns anteriores como “Beautiful World“, “Lifeline” e “Don’t Wait Up“.

Hay apareceu em 2002 num episódio do seriado Scrubs como um personagem da imaginação do personagem principal, ele cantou a música “Overkill“. Suas músicas passaram a ser usadas em vários episódios desta comédia de sucesso da TV americana, como numa versão de “Waiting For My Real Life Begin” cantada pelo elenco.

Hay também emprestou sua voz para os personagens do filme da Disney “The Country Bears”. Ele também participou da trilha sonora cantando ao lado de artistas como John Hiatt, Don Henley e Bonnie Raitt.

Hay e Ham pararam de fazer shows com o nome MEN AT WORK.

No final de 2002, Hay casou-se com Cecilia Noël. Ela lança o álbum “Bongoland” com sua banda, Os Wild Clams, no início de 2003. O álbum trouxe uma nova versão de “Misty Bay“, com a participação de Colin Hay.

Hay assinou contrato com o selo indie americano Compass Records em 2003, e eles propuseram um lançamento trazendo novas versões para os sucessos do MEN AT WORK mesclados a canções da carreira solo de Hay, foi assim que surgiu “Man @ Work“. Hay gravou versões acústicas de “Overkill“, “Who Can It Be Now?” e “Down Under“; e novas versões para “Be Good Johnny“, “It’s a Mistake“, e outra para “Down Under“, com a participação de Cecilia Noël e sua banda.

Ringo Starr convidou Hay para integrar sua oitava All Starr Band, fazendo shows pela América do Norte durante o verão de 2003. Outros artistas convidados foram Paul Carrack (Mike and The Mechanics, Squeeze), John Waite (Bad English, The Babys), Sheila E. (Prince) e Mark Rivera. O primeiro show da turnê foi gravado e lançado em CD e DVD como “Ringo Starr & His All Starr Band Tour 2003“. Hay toca suas músicas “Down Under” e “Who Can It Be Now?“, além de tocar guitarra e fazer vocais durante todo o show.

Hay combinou suas histórias de vida, músicas mais queridas e muito bom humor em 2004 para criar um show quase-teatral de um-homem-só chamado “Man At Work“. O show estreou bem sucedido por uma semana em Nova York no Village Theatre, seguido de apresentações no Festival de Comédia de Montreal, o Festival de Comédia de Aspen, e um mês de residência no Festival Fringe de Edimburgo.

Paul McCartney foi convidado para fazer uma coletânea com suas músicas favoritas para a revista britânica Uncut. Em sua seleção, McCartney colocou “Going Somewhere” de Colin Hay.

A música “I Just Don’t Think I’ll Ever Ger Over You“, do álbum “Transcendental Highway” entrou para a trilha sonora do filme “Garden State“, dirigido e estrelado por Zach Braff (Scrubs). A trilha sonora recebeu o disco de platina e também o Grammy de melhor trilha sonora.

A Compass Records relançou o álbum “Going Somewhere”, adicionando a faixa “I Just Don’t Think I’ll Ever Get Over You”.

Em Dezembro de 2005, Hay e a Sra. Heather Mills (ex-McCartney) lançaram pela internet um single da música “My Brilliant Feat” como tributo ao jogador de futebol George Best, que faleceu em 25 de novembro daquele ano. A renda deste lançado é destinada a instituições ligadas a doação de órgãos.

Are You Lookin' At Me?Em Abril de 2007, Compass Records lançou o nono álbum de Colin Hay, “Are You Lookin’ At Me?“, a primeira reunião de músicas inéditas em cinco anos. O álbum foi bem recebido por crítica e público.

Hay participou novamente do seriado scrubs, desta vez cantando “Down Under” numa sala de parto.

Neste ano , além de promover seu álbum, Colin Hay participará novamente da All Starr Band de Ringo Starr.

A Compass Records relançou os álbuns “Topanga” e “Transcendental Highway” em 2009.

O décimo álbum solo de Colin Hay, “American Sunshine” foi lançado em agosto de 2009 pela Compass Records. O selo também relançou o álbum “Company of Strangers” em 2010.

Seguido pelo lançamento do primeiro DVD de Colin Hay, “Live At The Continental“, e o seu décimo primeiro álbum, “Gathering Mercury“, em 2011.